Aumento na cerveja será “inevitável”

0

Aumento na cerveja será “inevitável”, Segundo a sanção da Lei 13.097/14, que muda a forma com que são cobrados o PIS /Pasep e gerá Cofins para o setor de bebidas, provocará 10% de aumento na carga tributária do setor. De acordo com representantes, o aumento deve ser repassado ao consumidor final.

Dentre as bebidas que terão aumento incluem : cervejas, refrigerantes, isotônicos, energéticos e água. “O aumento dos preços para o consumidor final será inevitável”, afirma Fernando Rodrigues de Barros, presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras).

Segundo o executivo,o aumento no preço de matérias-primas é outro fator que contribui para o aumento no preço. “ No caso da cerveja,os custos das latas e do malte têm pesado, porque são cotados em dólar. Em refrigerantes, a maior pressão de custos será está no açúcar e nas embalagens PET”, conta. Além desses fatores,o aumento no preço da gasolina também pesa nos preços.

A Associação Brasileira da Indústria de Cerveja (CervBrasil) afirma que cerca de 35% dos insumos utilizados na produção de cervejas são importados, e as matérias-primas acompanham a alta do dólar. No ano passado, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 9,7% acima do que foi registrado no IPCA Geral, de 6,4%.

De acordo com Paulo Petroni, presidente da CervBrasil, o novo modelo tributário tende a ser mais previsível e o aumento da carga tributária será melhor absorvido pelo mercado. “Diante desse quadro, o setor acredita na continuidade do ciclo virtuoso de aumento de investimentos, geração de empregos e aumento de arrecadação”, afirma.

O novo modelo tributário estipulado pelo governo prevê o cálculo de impostos conforme o preço de produtos e não mais pelo volume.

Fonte: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × um =