Aumentam os serviços de compartilhamento de mesa

0

Em busca de novas companhias para fazer refeições, sites oferecem o serviço de compartilhamento de mesas com outras pessoas.

Alguns serviços na internet permitem que o usuário vá para a casa de alguém jantar ou ofereça sua mesa, se não quiser comer sozinho. Neste modelo de serviço, o usuário reserva um lugar com outra pessoa, paga e vai embora. Uma vantagem neste tipo de serviço é fazer novas amizades a partir das refeições compartilhadas.

Essa tendência, também chamada de economia colaborativa, já existe em outros países e começa a ganhar força agora no Brasil. Um dos exemplos é Lucas Toledo, formado em relações internacionais. Ele trabalha como gerente em um hostel na Vila Madalena e ficou sabendo do MealSharing, uma plataforma para dividir refeições e ganhar uma grana extra.

Lucas oferece atualmente cinco refeições no hostel, que variam entre R$2 e R$12. O clima no local é marcado pela troca de experiências entre pessoas de diferentes culturas. “Não é só o fato de comer na casa de um desconhecido. Você também conhece pessoas e conversa como estamos fazendo”, explica Toledo.

Após uma viagem a Comboja, Jay Savsani resolveu criar o MealSharing. Durante a viagem, Savsani visitou uma família tradicional do lugar. Ao partilhar a refeição, ele notou que a experiência o fez compreender muito mais sobre a cultura local. “Quis criar um site que ajudaria a facilitar a espontaneidade e a beleza da noite que eu compartilhei no Camboja”, conta.

Fonte: Revista PEGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − 9 =