Alta do dólar influencia no índice do Big Mac

0

A alta do dólar no Brasil tem influenciado no Índice Big Mac, uma maneira inusitada de avaliar o valor de cada moeda, através do preço do sanduíche. Com o dólar alto, o lanche brasileiro é um dos mais baratos do mundo.

Desde 2007, o Brasil não era menor que o valor do praticado nos Estados Unidos. O Índice Big Mac foi criado pela revista The Economist, como forma de avaliar o poder de compra dos países. Para se ter uma ideia, em uma pesquisa realizada no mês passado, o Brasil aparecia como o 12° país com o Big Mac mais caro, logo atrás da Itália. Nessa época, o preço do sanduíche custava o equivalente a US$ 4,28.

Com a alta do dólar, que estava custando R$3,50, o Broadcast, serviço da Agência Estado, atualizou o valor do Big Mac. Realizado nessa semana, o sanduíche custaria US$ 3,86 e cairia dez posições no ranking. Em nível global, o Brasil ficaria atrás de países como Bélgica, Costa Rica e Espanha.

O Índice Big Mac foi criado nos anos 80, como uma forma em que a revista The Economist encontrou para saber se uma moeda está subvalorizada ou sobrevalorizada. Para realizar a pesquisa, produtos iguais são convertidos em dólar e comparados com outros países, como forma de avaliar o poder de compra em cada lugar.

Fonte: Época Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 + 1 =