Alimentos congelados estão em alta

0

A Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), divulgou que, entre 2009 e 2013 o setor de alimentos congelados cresceu 120%, tendo o aumento de R$5,1 bilhões para 11,3 bilhões. Apenas no último ano, o crescimento representou 25%. Essa pesquisa mostra o crescimento do setor de congelados, que cresce não somente pela praticidade que oferece, mas pelo preço e qualidade dos produtos desenvolvidos.

Em uma pesquisa encomendada pela Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert) constatou que, em médio, o consumidor brasileiro gasta R$ 663 por mês com almoço fora de casa, o que equivale a 91,6% do salário-mínimo nacional ( R$724).

Esse número justifica busca de alguns consumidores por alimentos mais baratos e rápidos como alimentos congelados.

A empresa mineira Telu Congelados Diferentes é um exemplo da alta do setor. Com o setor em alta, o negócio foi transformado em franquia. Para se ter ideia, em março de 2014 a empresa já havia batido a meta de vendas para o ano todo. Agora, planejam se expandir e estar em 20 lojas no Brasil ate dezembro.“O produto criado pela minha mãe há 27 anos conserva o sabor da comida caseira mineira. Nem parece congelado, parece feito na hora”, diz Rafael Alvim, sócio da Telu.

O último franqueado da empresa em Belo Horizonte é José Carlos Varela. “Vendo muito a linha executiva, para pessoas que trabalham aqui, na região. São pratos harmoniosos. Os que têm filé de frango e filé de peixe são os que saem mais. Quem compra uma vez sempre volta” , diz.

Os preços dos produtos variam de R$ 15 a R$ 20 reais.

Fonte: Jornal O tempo On line

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − dezoito =