A vivacidade dos atomatados

0

Pensando no segmento de food service, diversas empresas estão criando produtos diferenciados destinados a esses estabelecimentos. A categoria de atomatados, por exemplo, possui bases, molhos e extratos, feitos especialmente para cozinhas industriais. Nesse quesito, todos os detalhes podem fazer a diferença para os operadores de food service, oferecendo praticidade, rentabilidade e facilidade em seu uso.

Lançamento atomatados

Recentemente, a Unilever lançou um produto com foco no food service: a Base de Tomate Desidratado Knorr. O produto vem em uma embalagem de 750g e promete render até 6,7kg. Sua produção leva 88 tomates cultivados em fazendas orgânicas, que promete deixar o produto ainda mais diferenciado.
A Unilever promete ir além do produto e oferecer melhoria no trabalho dos profissionais de food service, como afirma Rodrigo Bertoncini, diretor de marketing da Unilever Food Solutions. “O tomate está presente em quase todos os restaurantes e estabelecimentos e faz parte da culinária brasileira. Acreditamos que, com a nossa Base de Tomate Desidratado Knorr, conseguimos oferecer ao operador uma solução de qualidade, com acidez equilibrada, que permite a ele criar diferentes receitas saborosas, a ótimo custo-benefício, e tudo isso pronto em 1 minuto. A Base de Tomate Desidratado Knorr veio para ajudar na operação diária das cozinhas profissionais, garantindo a qualidade que os clientes desejam com a praticidade e rapidez que o operador precisa”, ressalta.

O futuro é um dos pontos pensados pela Unilever na hora de desenvolver os novos produtos, é o que afirma Bertoncini. O gerente conta que prever oportunidades é essencial na hora da produção. “A Unilever trabalha para o desenvolvimento do mercado de Food Service sempre pensando no longo prazo. Nossa inovações e iniciativas junto aos operadores visam a construção desse mercado com base nas inúmeras oportunidades que enxergamos”, ressalta.

O local escolhido para promover o lançamento da Base de Tomate Desidratado Knorr foi a Expo Pizzaria 2015, considerada a segunda maior feira do setor no mundo. Para Rodrigo, a participação da Unilever no evento foi muito positiva. “Centenas de pessoas participaram de aulas-show e degustaram o molho preparado na hora. Elas ficaram impressionadas com o sabor, consistência, praticidade no preparo e com a qualidade do resultado final”, disse.

Com essa novidade, a empresa segue focando em divulgar, ainda mais, as vantagens na utilização da Base de Tomate Knorr. “Por enquanto, estamos focados em trabalhá-la e mostrar às cozinhas profissionais os seus diversos benefícios, praticidade e custo-benefício”, finaliza Bertoncini.

Meio ambiente

Da escolha da matéria-prima até o produto final, a Unilever Food Solutions mantém um padrão que é cuidadosamente controlado. É exatamente por isso que a empresa criou um Plano de Sustentabilidade no Brasil, que faz parte de uma posição global da companhia sobre o meio ambiente. Ele possui três pilares: melhorar a saúde e bem-estar dos clientes, reduzir o impacto ambiental e melhorar as condições de vida e trabalho.

Uma das formas de se cumprir esse tratado, de acordo com a empresa, é adquirindo 100% da matéria-prima agrícola de fontes sustentáveis, contribuir para a inserção de pequenos fornecedores na cadeia de suprimentos, crescer de modo sustentável com parceiros comerciais e incentivar o consumo consciente.
“Por meio desse plano, garantimos que os nossos produtores sigam as melhores práticas de cultivo, considerando aspectos sociais, econômicos e ambientais. São fatores como esses que nos ajudam a escolher os fornecedores e as matérias-primas para os nossos produtos. Com a Base de Tomate Desidratado, nos preocupamos em trabalhar com tomates de qualidade, cultivados por terceiros que sigam o plano de sustentabilidade, oferecendo um molho saboroso para os nossos operadores”, reforça Bertoncini.
O cuidado com o meio ambiente vai também para a embalagem. De acordo com o gerente, através de muito cuidado, é possível garantir um produto final que atenda às necessidades dos operadores e do meio ambiente. “O resultado final é um produto que respeita todos os padrões de segurança dos alimentos, além disso, teve sua embalagem pensada e desenvolvida de forma a contribuir com o meio ambiente – o peso dessa embalagem representa menos de 10% do peso de uma lata de alumínio, que costuma ser usada para armazenar molhos de tomate. Isso significa que estamos contribuindo para uma menor geração de lixo e simplificando, também, o dia a dia do operador”, explica.

Ajinomoto

A Ajinomoto é outra empresa que tem forte contribuição na categoria de atomatados. Exclusivos para o food service, a marca conta com molho e extrato de tomates, disponíveis nas versões de 2kg. A organização é uma de várias empresas que perceberam a importância desses produtos.

De acordo com Eduardo Bonelli, gerente de marketing food service da Ajinomoto, para chamar a atenção do consumidor, é preciso oferecer um produto diferenciado e com qualidade, que faça a diferença comparado com outros produtos. “Trata-se de um mercado de grande volume, mas com diferentes níveis de qualidade e exigência dos operadores. Nosso posicionamento permite que trabalhemos um produto com padrão elevado de qualidade, oferecendo aos operadores uma proposta de valor relevante para seu negócio. A categoria de atomatados possui uma função estratégica no nosso portfólio. Isso explica o sucesso diante de um mercado tão concorrido”, ressalta.

Os molhos se diferenciam dos extratos de tomate principalmente pela sua estrutura e seu uso. Segundo Bonelli, o molho de tomates produzido pela Ajinomoto já vem pronto para o uso e tem grande aderência em alguns pratos, como lasanhas, estrogonofe e carnes. Já os extratos possuem seu uso associado à criação ou correção de molhos.

Pensando nisso, a Ajinomoto produz um conteúdo exclusivo na internet com receitas, dicas e novidades. Para Bonelli, a plataforma virtual é uma boa forma de a empresa se comunicar com os clientes. “A Ajinomoto® Food Service quer construir uma relação cada vez mais próxima aos donos de estabelecimentos, e não há dúvidas de que a web é uma poderosa e eficiente ferramenta de comunicação. Por isso, reformulamos recentemente layout e conteúdo do site, que oferece diversas dicas e soluções para os empreendedores. Essa é uma forma de conhecermos intimamente o dia a dia dos nossos clientes, compartilhando experiências e oferecendo novidades sobre o setor”, conta.

Assim como outros produtos da Ajinomoto Food Service, os atomatados são pensados de acordo com as necessidades das cozinhas industriais e seus operadores. “A busca pela eficiência na operação se tornou uma condição básica para os estabelecimentos de food service. Com os produtos da Ajinomoto, nossos clientes têm otimização de espaço para estocagem e maximização na produtividade, que garantem a longevidade dos negócios. Por isso, entregamos sempre ingredientes versáteis, práticos e de alta performance em rendimento e rentabilidade”, afirma Eduardo.

Levar vários benefícios aos operadores de food service é a aposta dos produtos Ajinomoto. Para o gerente, quando o estabelecimento de um cliente vai bem, a empresa também ganha. Isso porque se o cliente fica satisfeito com a marca, ele além de não precisar trocá-la, fortalece a imagem do produto. “Nossa linha de produtos foi desenvolvida com base em estudos de mercado, resolvendo necessidades ainda não atendidas no setor. Toda nossa estratégia é construída junto com nossos clientes, pois acreditamos que a evolução do negócio dele é o que garante o nosso sucesso. Isso faz com que, cada vez mais, conquistemos a satisfação de novos clientes”, explica.

Criada em 1908, e no Brasil desde 1956, a Ajinomoto é uma empresa que atende dois setores com necessidades diferentes: o food service e o varejo. De acordo com Eduardo, a empresa decidiu investir no food service por ser uma empresa de alimentação completa, oferecendo diversos produtos para diferentes clientes. O food service e o varejo podem ter suas diferenças, mas também possuem coisas em comum. “Apesar de o food service possuir uma dinâmica diferente do varejo, em muitos momentos ambos se complementam e trazem ganhos para os dois lados”, destaca.

Quando se trata de food service, cada detalhe pode fazer a diferença. Para desenvolver um produto para esse setor, as empresas ficam focadas na qualidade do produto, na comunicação e, principalmente, na embalagem. São elas que podem auxiliar no uso pelo operador, na armazenagem e economia do produto.
No caso da Ajinomoto, Bonelli conta que as embalagens visam à conveniência e padronização dos restaurantes. “Os materiais utilizados pela Ajinomoto otimizam consideravelmente o espaço de armazenamento e descarte futuro, além de possibilitar a utilização de forma prática e sem perdas no processo”, conta. No caso do molho e extrato de tomate da Ajinomoto Food Service, as embalagens possuem 2kg do produto.

Para reforçar a presença da marca, a Ajinomoto diz estar atenta às necessidades do food service e pretende lançar novidades no momento certo. Além disso, Eduardo conta que a empresa está sempre ligada aos eventos do setor alimentício, sendo uma boa chance para trocar experiências e apresentar novidades. “É uma das grandes oportunidades que temos para encontrar nossos clientes e aprender ainda mais sobre suas necessidades. Anualmente, participamos de muitas feiras em todo o país, porém buscamos cada vez mais atividades 100% focadas no nosso objetivo. A partir de 2015, nossos esforços e investimentos estão focados em impactar e levar soluções para o segmento de food service. Ouvindo nossos clientes, acreditamos que podemos evoluir juntos”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + dezessete =