Um convite à reflexão e à ação!

Um convite à reflexão e à ação!

Como todos sabemos, o Food Service vem crescendo a taxas muito maiores que o varejo e deve continuar crescendo a estas taxas pelos próximos anos; ele sempre vai ser um mercado extremamente dinâmico e ávido por novidades. É neste ponto que penso que podemos e devemos nos concentrar. Como desenvolver o Food Service explorando novas fronteiras de crescimento? É notória a possibilidade de ir sempre além; no entanto, ainda temos muitas empresas que não se voltaram aos crescentes – e pouco explorados – nichos de mercado, onde seguramente podemos explorar mercados em oceano azul inegavelmente lucrativos. Para quem não conhece, vale uma excelente dica de leitura: “A Estratégia do Oceano Azul”, publicado em 2005 e escrito por W. Chan Kim e Renée Mauborgne, um livro que ensina como investir em mercados inexplorados.
Múltiplos benefícios podem ser descobertos por meio de uma busca refinada e coerente pelas novas tendências e demanda do consumidor. Entre elas, podemos citar a alimentação cosmética, portabilidade dos alimentos, “finger food”, alimentação simbiótica e, é claro, não esquecendo que saudabilidade e indulgência podem andar juntos desde que utilizemos a tecnologia de alimentos a nosso favor.

Um grande exemplo a ser melhor explorado é a alimentação funcional, que faz parte da realidade que descrevo acima. A demanda por este tipo de alimento vem crescendo a cada dia; a oferta, embora existente e nitidamente importante, ainda não supre todo o potencial do mercado, comprovado por meio de números, pesquisas e o próprio comportamento daqueles que procuram estes produtos que visam a saúde e o bem-estar.

Este é um ponto importante para análise. Temos, por um lado, as recentes e fortes mudanças relacionadas à alimentação, que, cada vez mais, prioriza a saudabilidade. Por outro, muitos modelos antigos, que não se sustentam no apelo de uma geração que está disposta a consumir, muitas vezes em maior número e dispondo de maior investimento financeiro, produtos que consideram fundamentais para o seu dia a dia.
Não podemos ficar parados diante das mudanças culturais, demográficas ou mesmo antroposóficas que temos visto em relação aos hábitos à mesa. É inexorável a busca por saudabilidade, de uma opção complementar, aos alimentos que tem como prioridade a saúde – sem dispor do sabor. Antever alguns movimentos do xadrez e aproveitar este mercado pode ser mais do que uma oportunidade, pode ser um imperativo para a sustentabilidade.

Pode estar levemente míope quem pensa que o lucro proveniente deste tipo de investimento vem apenas por meio do desenvolvimento ou da venda dos alimentos funcionais. Está presente, além disso, uma boa imagem da empresa, que, promovendo a ideia de bem-estar, cativa o consumidor pelo seu posicionamento em favor do consumo consciente. Mais do que produtos e serviços, os consumidores querem algo para se identificar, algo que os conecte as instituições e, com isso, crie uma fidelidade, às vezes criada de uma maneira subliminar; neste momento, ao encontro de seus ideais e sua cultura, constantemente mutável e, atualmente, tão ligada à saudabilidade.

Mais do que acompanhar os novos pensamentos, hábitos culturais e a crescente demanda, é necessário antever estes movimentos, poder colher estes frutos precocemente, quer sobre a forma fidelização, admiração, saudabilidade financeira ou lucro. Nada melhor que este venha associado a uma grande causa que é a sua, a nossa saúde! Agora é a hora! Este é o convite que faço à você, um convite à reflexão e à ação.

Artigo anteriorFeiras: verdadeiras vitrines para o mercado
Próximo artigoOtimização particular
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA