Trilhando novos caminhos

Ivana Coelho e Sofia Bresser mostram como é possível alinhar a cozinha ao sucesso

cenoritas

O programa MasterChef e também o MasterChef Júnior, ambos exibidos pelo canal televisivo Band, fizeram um grande sucesso e conquistaram uma série de admiradores em todo o país. Os diversos participantes ganharam bastante reconhecimento e muitos continuam com novos projetos. É o caso, por exemplo, das chefs mirins Ivana Coelho e Sofia Bresser, que marcam presença no canal Cenoritas, da Snack (rede multiplataforma de canais do Brasil). O canal tem como um de seus objetivos o de mostrar que cozinhar não somente pode como também deve ser algo divertido e, sendo assim, o Cenoritas conta com uma série de atrações para o público.

cenoritas
A visita a cozinhas e a canais de outros chefs é também uma das atividades das meninas

Uma dessas atrações mostra as duas chefs mirins cozinhando de verdade e explora as habilidades e as técnicas de Ivana Coelho e de Sofia Bresser, contando, para isso, com algumas brincadeiras e também com desafios. Uma das brincadeiras que são realizadas no canal recebeu o nome de “Jogando com Ingredientes” e funciona assim: quem perde deve cozinhar com o ingrediente que foi indicado. Há, também, o “Até o Fim”, em que é escolhido um ingrediente de fundo de geladeira para que se possa fazer. Na “Música Frita”, é definida uma música, e um prato deve ser feito enquanto ela é tocada. Em “Personagem na Receita”, há brincadeiras relacionadas à origem dos nomes das receitas e são criados personagens e interpretações também.

O momento relax e cultural fica por conta da playlist Lá Fora. Na ocasião, as chefs não cozinham, mas viajam para outras cidades e até mesmo para outros países, além de saírem para que possam buscar ingredientes que sejam diferentes, visitar cozinhas e canais de outros chefs. Elas também vão a feiras, supermercados e lojas. Os vídeos são disponibilizados às segundas e também às quintas, às 16h.

Nesta entrevista que foi realizada para a Food Service News, Sofia Bresser e Ivana Coelho falaram mais a respeito da atuação delas, dos gostos, do dia a dia e também de suas inspirações. “A prioridade na minha casa sempre foi a formação acadêmica, palavras da minha mãe (risos)! Por isso, me dedico diariamente. As atividades extra-curriculares que eu faço são: inglês e ballet (2x por semana), teatro e a culinária (1x por semana). Gosto de tudo o que faço e me dedico um pouco a cada uma delas. Eu me dedico à culinária no canal Cenoritas, que apresento em parceria com a Ivana, uma das amizades que conquistei durante o programa MasterChef Júnior. Nós nos divertimos bastante entre gravações e a divulgação do canal. A minha família organiza bem a minha agenda de maneira que não afeta a minha rotina”, ressaltou Sofia.

Ivana aproveitou também para dar dicas. “A minha dica é cozinhar sempre ao lado de um adulto. Cozinhar é muito legal. É melhor começar pelas receitas mais fáceis e, aos poucos, ir aumentando o grau de dificuldade. Assistam ao Cenoritas, que vamos ensinar muitas receitas de doces, pratos típicos e pratos mais elaborados na nossa cozinha séria, mas divertida”, disse. Leia, abaixo, a entrevista completa e conheça mais o canal e as chefs apresentadoras.

Food Service News: Como vocês veem o canal de vocês?
Sofia Bresser: Lá no MasterChef era todo mundo muito amigo. No primeiro dia em que vi a Ivana, aquela garotinha fofa no banco, sapeca, dando pirueta, pensei: “Nossa… uma menininha de apenas 9 anos no MasterChef?”. Com o tempo, vi que ela não era uma menina “normal”, ela tinha um dom especial. Ela conseguia lidar com a pressão, elaborar os pratos e, no fim, ainda falar sobre eles. Ela é muito inteligente, divertida e engraçada. Ficamos muito amigas e hoje ela é uma grande parceira, gosto dela como se fosse minha irmãzinha na cozinha. Estou feliz com o nosso projeto, especialmente porque ela está ao meu lado.
Ivana Coelho: Adoro YouTube e achei que seria muito bacana compartilhar com outras pessoas as receitas que gosto de fazer. E a menina que eu mais admirava no MasterChef era a Sofia, então adorei fazermos o canal juntas.

FSN: O que mais as atraem na cozinha?
SB: Cozinho desde criança, comecei aos 7 anos com a minha mãe. A comida é muito presente em minha casa, cozinhamos e comemos de tudo! Especialmente ovos, massas e confeitaria.
IC: Comecei a cozinhar ao lado da minha mãe quando ainda morava nos Estados Unidos. Eu tinha 4 anos. Gosto muito de cozinhar de profiteroles e risoto.

FSN: Para vocês, o que é um bom prato?
SB: É um prato que trabalha muito bem com texturas e harmonização de sabores.

FSN: Como é atuar nessa área com tão pouca idade?
SB: Para mim, é normal. Encaro como qualquer outra atividade. É divertido!

FSN: Quais foram os principais aprendizados que vocês tiveram até hoje?
IC: Participar do MasterChef Júnior, por exemplo, foi muito importante, realmente aprendi muitas coisas novas… Conheci outras crianças que tinham o mesmo interesse que eu em cozinhar. Não foi só ganhar ou perder.
SB: Aprendi que nunca posso desistir dos meus sonhos!

FSN: Como é o dia a dia de vocês?
SB: A prioridade na minha casa sempre foi a formação acadêmica, palavras da minha mãe (risos)! Por isso, me dedico diariamente. As atividades extra-curriculares que eu faço são: inglês e ballet (2x por semana), teatro e a culinária (1x por semana). Gosto de tudo o que faço e me dedico um pouco a cada uma delas. Eu me dedico à culinária no canal Cenoritas, que apresento em parceria com a Ivana, uma das amizades que conquistei durante o programa MasterChef Júnior. Nós nos divertimos bastante entre gravações e a divulgação do canal. A minha família organiza bem a minha agenda de maneira que não afeta a minha rotina.
IC: Eu me dedico ao canal e à cozinha, mas minhas notas na escola precisam se manter altas. Faço ballet, estudo francês, faço curso de cozinha e ainda vou para a escola. Dá tempo de fazer tudo!

FSN: Quais conselhos vocês dão para quem quer seguir na mesma área que vocês?
SB: Os melhores conselhos do mundo: se divirtam, não tenham medo e se arrisquem!
Para os que querem se aventurar de uma maneira mais disciplinada, comecem pelo básico. Minhas grandes descobertas foram frutos do dia a dia com coisas muito simples.
IC: A minha dica é cozinhar sempre ao lado de um adulto. Cozinhar é muito legal. É melhor começar pelas receitas mais fáceis e, aos poucos, ir aumentando o grau de dificuldade. Assistam ao Cenoritas, que vamos ensinar muitas receitas de doces, pratos típicos e pratos mais elaborados na nossa cozinha séria, mas divertida!

FSN: Como é o contato de vocês com chefs experientes? Do que mais gostam?
SB: Meus chefes preferidos: Helena Rizzo, ainda não tive o grande prazer de conhecê-la, mas sua comida me encanta; Alberto Landgraf, um gênio. Sua comida tem tudo o que eu admiro. Tive a oportunidade de conhecê-lo. Gostei muito; Jordi Roca, é o confeiteiro do restaurante El Celler de Can Roca considerado um dos melhores do mundo, pertence a ele e a seus dois irmãos. Tive a grande oportunidade de passar um dia inteiro com ele. Conheci todas as instalações do restaurante, fiz o menu degustação e bati um longo papo com direito a conselho: “Siga em frete, o trabalho é duro, mas quando nos apaixonamos nos tornamos imbatíveis”.

FSN: Onde buscam inspiração?
SB: Nos livros, na internet, na curadoria gastronômica que eu faço com a Chef Marina Hernandes e com o trabalho de Coaching que fiz esse ano com a Joana Mune.

FSN: Pretendem seguir na área?
SB: Sou muito jovem para ter uma opinião formada sobre a minha carreira no futuro. Onde eu vou estar na cozinha eu ainda não sei, só sei que a cozinha sempre vai estar em mim.
IC: Sim, mas sei que é difícil, tenho que estudar muito.

FSN: Quais são os seus maiores sonhos?
SB: Que o Canal Cenorita seja um grande sucesso. Amo esse projeto e me dedico muito a ele. Gostaria também de ter uma experiência profissional como atriz. Faço teatro no Célia Helena há 4 anos. Em princípio, a minha mãe me colocou por conta da minha timidez. Foi ótimo! A ideia era ficar por pouco tempo, mas jamais consegui largar.
Todo fim de ano encerramos com um espetáculo e lhe confesso que isso me emociona muito.
IC: Quero ser chef de um restaurante três estrelas Michelin.

Artigo anteriorPasta americana com jeitinho brasileiro
Próximo artigoTrufa diamantes da cozinha
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA