Treinamento de fornecedor como diferencial competitivo

A literatura contempla informações sobre a correta gestão empresarial. As experiências estão disponíveis àqueles que têm o comprometimento de apresentar novos produtos ou serviços, bem como para os que buscam novos modelos de expansão, aprimoramento e sustentabilidade dos seus negócios. Entre as questões a serem observadas, pode-se citar o conhecimento dos clientes (e propensos clientes) e os fornecedores.
Como cliente, muitos já ouviram que não se deve economizar com alimentação. Nesse grupo, incluem-se os “foodies”, pessoas aficionadas por comida, que não escolhem o restaurante pelo preço. Esses indivíduos exigem local agradável, bom atendimento, qualidade, entre outros. Buscam o prazer de uma experiência que deixa memórias agradáveis.

Concomitante à disponibilidade de nova experiência, encontram-se os fornecedores. O mercado está repleto deles. Grandes indústrias mostram significativos retornos com a escolha certa. Fornecedor bom é aquele que atende sua necessidade com profissionalismo, preço justo, qualidade e pontualidade. Nesse quesito, por que não treiná-lo?
Quando o fornecedor conhece realmente o que o seu negócio necessita, fica mais fácil a disponibilidade de produtos e serviços.

A contratação de bons fornecedores está, portanto, inicialmente, em saber quais são suas necessidades diárias reais.
Quanto à aparência do estabelecimento, é importante identificar os itens de limpeza e higiene e o tipo de uniforme, cores e modelos utilizados pelos atendentes. Em relação aos ingredientes, o fornecedor sabe a quantidade e como devem vir armazenados? De quanto em quanto tempo são trocados os recipientes? O fornecedor da carne sabe como você prefere que ele a entregue? Etc.

É importante entender que, nesse momento, eu é quem sou o cliente exigente e tenho o poder de escolha. Então, treine seu fornecedor. Se possível, visite a fábrica, a plantação ou a produção. Certifique-se de que ele segue as normas de higiene. Troque informações com outros clientes. Aprenda a negociar prazos e formas de pagamento.

Sobre a tecnologia, no mercado estão disponíveis softwares que ajudam na classificação e controle de produtos, contas a pagar e a receber, serviços de entrega de alimentos e, ainda, controle dos fornecedores. São ferramentas importantes.
Temos à mão mecanismos e formas de aumentar o lucro, assim como práticas possíveis de implementar, que visam evitar perdas ou prejuízos. Se apresentamos os melhores pratos aos nossos clientes, devemos também ser exigentes com os fornecedores.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA