Todos por um

Refrigerantes, água, café, chás, néctares, sucos e bebidas esportivas... Sim, a Coca-Cola faz tudo isso!

fsn_125_gestao

A Coca-Cola possui o poder de ser consumida nos quatro cantos do globo. Mundialmente bem-sucedida, a marca, raramente desconhecida por algum habitante desta terra, está no topo quando se trata de bebidas. No ano passado, o jornal britânico Financial Times divulgou o ranking das marcas globais BrandZ. Esse ranking classifica as marcas em seu valor global. Nessa pesquisa, no geral, a Coca-Cola é a 13ª marca mais valiosa do mundo e a primeira na categoria de bebidas. Como ela não perde o reinado, a bebida lidera o Top of Mind 2016 do instituto de pesquisas Datafolha. “Qual a primeira marca que lhe vem à cabeça?” “Coca-Cola”, respondeu a maioria dos entrevistados. Independentemente da categoria, a marca está no Top do Top of Mind do instituto.

Seja no Brasil, nos Estados Unidos, onde se originou, ou no restante do globo, a marca dedica-se com muito afinco em propagar sua fama para seus consumidores, mesmo eles já conhecendo-a e consumindo-a quase que diariamente. O trabalho de marketing em divulgar a bebida e seu amplo portfólio, seja em qual mídia for, é algo constante nos meios de comunicação, shows, eventos etc.

E Coca-Cola não se resume somente na bebida de sabor noz-de-cola, regular ou zero açúcar, ou somente em outros refrigerantes da marca como Fanta e Kuat. O vasto mix de produtos da marca e suas submarcas fazem da empresa uma gigante nos segmentos de bebidas e alimentação. Além dos produtos tradicionais, que são comercializados há décadas no mercado nacional, Coca-Cola persiste em inovar lançando novos produtos a cada ano, surpreendendo cada vez mais seus milhões de fãs. Além disso, a empresa de bebidas também investe em novas aquisições de produtos que antes eram de outras marcas e até na compra de indústrias nacionais.

Aquisição

Há pouco mais de um ano e meio, a Coca-Cola Brasil comprou a Verde Campo, indústria mineira de laticínios. A transação marcou a estreia da empresa de bebidas na categoria de proteína animal e no segmento lácteo no país. A compra fez parte de uma estratégia da Coca-Cola Brasil de ampliar a oferta de produtos em áreas nas quais até então não tinha experiência. Em 2017, a Verde Campo começou a acelerar a linha de lançamentos com a participação da Coca-Cola Brasil. A empresa de bebidas vem injetando conhecimento e recursos na Verde Campo. Levou pessoal e o know-how da empresa para dentro da marca de laticínios.

Apesar de operar de maneira independente, as equipes já trabalham juntas dentro da empresa mineira guiadas pelos conceitos de inovação e qualidade. A Verde Campo estreará no mercado de leite longa vida nos próximos meses com a marca LacFree. A empresa de laticínios vai usar a força dos caminhões vermelhos para chegar a mais pontos de venda no país. Nesse primeiro momento, Rio de Janeiro e Curitiba serão os mercados-testes. Além do leite, a marca vai lançar também o achocolatado Minilac. Os dois produtos fazem parte da estratégia da Verde Campo – que, neste ano, já apresentou crescimento de 30% em vendas – para ampliar sua presença no segmento de produtos conservados em temperatura ambiente.

Até o fim do ano, a marca inaugura a expansão de sua fábrica em Lavras, Minas Gerais, com investimento de R$ 30 milhões: a capacidade mensal de processamento de leite mais do que duplicará – de 4 milhões para 9 milhões de litros. Tanto o leite longa vida quanto o Natural Whey Shake já trazem um pouco do conhecimento e das fortalezas da Coca-Cola Brasil. Todo o plano de comunicação para educar consumidores e trazer novos usuários foi liderado pela empreendedora companhia de bebidas mais famosa do mundo.

A decisão de acelerar uma solução de produto não refrigerado dentro do portfólio Verde Campo também partiu da Coca-Cola Brasil. O objetivo de se tornar uma total beverege company (empresa de bebidas) segue como ponto principal. Junto com Verde Campo, a Coca-Cola daqui quer levar a nutrição que vem do leite para mais consumidores e em mais ocasiões.

“Estamos sempre buscando oferecer às pessoas um portfólio mais completo dentro do universo de bebidas. Essa é uma iniciativa global que o Brasil vem colocando em prática. Com Verde Campo, inauguramos nossa entrada no segmento lácteo em uma plataforma refrigerada. Para acelerar ainda mais a disponibilidade dos produtos da Verde Campo em mais pontos de venda no Brasil, estaremos ampliando o nosso portfólio, trazendo a linha de produtos não refrigerados. Verde Campo é uma joia em nosso negócio e será nossa plataforma para consolidar a companhia em um mercado lácteo que se apresenta muito promissor no Brasil. A Coca-Cola Brasil tem como objetivo a contínua diversificação do portfólio com opções para diversos momentos do dia do consumidor. E, dentro desse cenário, Verde Campo é uma das nossas apostas de crescimento”, conta Sandor Hagen, vice-presidente de novos negócios da Coca-Cola Brasil.

Em março de 2017, a Coca-Cola Brasil trouxe a marca AdeS®, bebida à base de soja que pertencia a Unilever, para seu portfólio. “Estamos empolgados em trazer AdeS® para nosso crescente portfólio de bebidas na América Latina, já que poderemos assim aumentar o número de produtos nutritivos e saborosos oferecidos a nossos consumidores. AdeS® é uma marca líder na categoria de bebidas à base de soja, que está em franco crescimento e é de grande interesse para nossos clientes e consumidores nos mercados que atendemos”, explicou Alfredo Rivera, presidente do Grupo América Latina da The Coca-Cola Company.

Novidades

E as novidades não param. A Coca-Cola Brasil lançou no mercado brasileiro, em agosto de 2016, o Café Leão, produto com grãos 100% arábica, cultivados, torrados e embalados no país, com o objetivo de ampliar o acesso do consumidor à categoria de cafés especiais. O Café Leão marca a entrada da companhia no segmento de cafés, por meio do Leão, uma marca de origem brasileira com 115 anos de tradição no segmento de chás. Com uma mistura de grãos do cerrado mineiro e das montanhas do Espírito Santo, a produção do Café Leão envolve uma rede de pequenos e médios cafeicultores das duas regiões. O produto está disponível em duas torras: escura, com a bebida encorpada e equilibrada com aroma e sabor intensos; e média, com aroma e sabor balanceados com dulçor marcante. O Café Leão será o primeiro da companhia no mundo para o consumo em casa, que busca valorizar o ritual do preparo do café.

“O café brasileiro é reconhecido como um dos melhores do mundo. No entanto, combinações de grãos tipo arábica, nossa melhor e mais valorizada espécie de café, dificilmente chegam às casas dos brasileiros porque são em grande parte direcionados ao mercado externo. Leão quer levar para o brasileiro o melhor do café que é produzido aqui”, diz Sandor Hagen.

Todo o portfólio da companhia é pensado para que as pessoas possam encontrar a bebida adequada a cada momento do dia. São oferecidas, portanto, embalagens individuais nas opções que variam de 220 a 350ml. Recentemente, foi colocada no mercado a lata sleek de 310ml de Coca-Cola e Coca-Cola Zero Açúcar, e essa embalagem deve chegar em breve a outros sabores de refrigerantes.

Este ano chegaram aos pontos de venda as novas embalagens de Del Valle 100% Suco (Uva, Laranja e Maçã) e Laranja Caseira em garrafas PET de 300ml. A marca apostou em inovação nessa mudança: saíram as caixinhas em Tetrapak e entraram garrafinhas, aumentando o volume de 250ml para 300ml. O produto facilita o consumo, proporcionando maior conveniência para as pessoas que buscam um suco nutritivo e têm uma rotina cada vez mais corrida. O objetivo é manter os produtos a preços acessíveis a todos os consumidores, e o lançamento de novas embalagens é parte integrante da estratégia nacional da Coca-Cola Brasil.

Exterior

Outra novidade da companhia, agora lá fora, está chamando a atenção de seus consumidores e concorrentes. A Coca-Cola nos Estados Unidos entrou em um novo segmento: o do leite. O Fairlife, produto lácteo de alto padrão, baixo teor de açúcar, alto teor de proteína e nenhuma lactose, tem a aparência e o sabor do leite, mas, de resto, sua composição é bem diferente do leite comum. Essa nova bebida passa por um processo original de filtragem que permite aumentar as proteínas em 50%, reduzir o açúcar em 30%, e eliminar a lactose.

Sobre

O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em sete segmentos – água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos e bebidas esportivas – com uma linha de mais de 140 itens, entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria. Composto por nove grupos parceiros de fabricantes, o Sistema emprega diretamente 69 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. Neste ano, estão sendo investidos R$ 3,2 bilhões, 10% acima da média dos últimos cinco anos. O Sistema Coca-Cola Brasil está empenhado em incentivar iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades em que opera. Para isso, conta com uma plataforma de valor compartilhado, o Coletivo Coca-Cola, que já impactou a vida de mais de 130 mil pessoas por meio de toda a cadeia de valor da empresa.

Artigo anteriorClipping Castelo Alimentos
Próximo artigoNão é só o cardápio
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA