Sugestões para gestão profissional/pessoal em 2018

Entre as solicitações que recebo ao término das aulas, palestras e treinamentos, há quase sempre demandas por sugestões, principalmente sobre como iniciar projetos. Analisando, percebi que muitas são similares tanto para o profissional quanto para as empresas. Assim, neste início de ano, considero que é uma ótima oportunidade de reflexão tanto para o espaço empresarial quanto para os desafios dos profissionais. Vamos às três sugestões que acredito fundamentais.
1) Conheça a ti mesmo.
Desde que essa célebre frase, atribuída ao filósofo grego Sócrates, foi dita, muito ainda dela necessitamos aplicar. E na gestão de empresas não é diferente. O empresário, o executivo, aquele que toma decisão, precisa saber muito bem sobre a sua real situação antes de aplicar qualquer estratégia para o seu negócio.
O autoconhecimento é necessidade de todo ser humano. Acredito que o principal dever do homem na terra é se desenvolver e evoluir. Isso se faz principalmente pelo conhecimento.
A maioria das escolas e cursos regulares que estão por aí enfatiza conhecimentos técnicos, das coisas, do mundo, de assuntos. Entretanto, cada vez mais, o ser humano precisa se conhecer. É, antes de tudo isso, que devemos pensar e refletir quando partimos para iniciar qualquer projeto.
2) Planeje.
No mundo competitivo atual, planejar ainda é o meio mais seguro de direcionar estratégias e ações, minimizando possíveis desperdícios. O planejamento consiste em decidir antecipadamente o que será feito, seguindo uma linha de ação pré-estabelecida. Determinar quais recursos serão utilizados e seu cronograma faz parte dessa ação, mas, dentro disso, tenha claro os seus objetivos.
Já ouvi muito a expressão de que: “para o barco que não sabe onde quer chegar, nenhum vento serve…”. Essa máxima tem muita aplicação nos negócios e nas carreiras profissionais. Ainda hoje, muitas empresas e pessoas estão à deriva das variações, sem determinar o que querem alcançar. Os objetivos fazem parte do planejamento, pois os resultados dependem em grande parte da sua definição prévia.
3) Busque sempre a motivação.
Acredito que a motivação é uma grande aliada à nossa vontade e, com ela, podemos facilitar as coisas. Nas empresas, deve-se aplicar esse princípio na gestão das pessoas, buscando despertar cada um para o seu potencial.
Motivos para ação todos nós temos. O que acontece é que, muita gente, não acredita em seus motivos, em si mesmo, na vida, e, assim, a ação vai ficando cada vez mais difícil de acontecer.
Espero que essas sugestões possam ajudar empresas e profissionais em suas jornadas de 2018.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA