Software: simplesmente um dos responsáveis pelo lucro da sua organização

Além de apurar a gestão das organizações e controlar os processos das mesmas, a redução de custos é um dos principais motivos que levam as empresas a implantar softwares. O melhor gerenciamento das finanças tem sido critério prioritário na definição e escolha das melhores ferramentas do mercado.

Podemos, de uma forma inicial, dizer que a utilização de softwares permite uma diminuição na quantidade de mão de obra utilizada para a realização de determinados serviços, uma vez que eles executam automaticamente as tarefas para as quais seria necessária a contratação de funcionários. Um bom exemplo de que a diminuição de recursos humanos através da informática tem chegado até mesmo ao nível gerencial é o caso das empresas que controlam todas as suas filiais via web, e que com isso consolidam os resultados das mesmas em tempo real através de uma ferramenta de BI. Antes, tal operação demandava no mínimo um gestor para tal consolidação.

Os sistemas reduzem também os gatos com deslocamento de pessoas e custos de ligações telefônicas, já que permitem a comunicação via videoconferência e e-mail, facilitando o processo de troca de informações. Também as empresas multiempresas podem, ao gerir todas as suas filiais na web, instalar um sistema de comunicação via internet entre todas elas, permitindo, além de aumenta a conectividade entre elas, reduzir os custos da telefonia a niveis bem menores que da forma tradicional.

Outra vantagem dos softwares é a possibilidade de planejar melhor os recursos disponíveis e a melhor forma de utilizá-los, tanto no presente quanto no futuro. Com a automatização de determinados processos, é possível prever a quantidade correta de produtos para estoque, analisar o que precisa ser comprado e o que se tem em quantidade suficiente, evitando, dessa forma, o desperdício. Com isso, a perda de materiais por vencimento de validade também é minimizada.

Por meio dos softwares, é possível, ainda, saber a hora certa de comprar determinados produtos e adquiri-los pelo melhor preço, com os fornecedores mais adequados. Por fim, outro ponto importante a ser controlado são as áreas corporativa, financeira, fiscal e contábil, áreas consolidadas com uma infinita variedade de fornecedores e software houses. Com os sistemas de gestão, é permitido ter um controle sobre o que a empresa paga e recebe, obtendo, assim, a noção exata do lucro e crescimento conquistados.
A automação de parte dos processos dos estabelecimentos e indústrias do food service já é uma realidade em praticamente 100% das empresas. Mas por que o resultado da informação difere de empresa para empresa? Por que alguns empresários não têm a informação da sua produção em tempo real, e os desvios são uma constante no segmento? A resposta está na qualidade, abrangência e integração dos softwares. Desta forma, quanto mais integrado um produto, menos retrabalho. Quanto mais vertical – mais adequado aos processos de produção de seu segmento do food service -, menos processo será feito e controlado de forma manual. Isto é, mais qualidade na implantação terá este produto de software.

E os tópicos acima farão a diferença na lucratividade de sua corporação. E serão, portanto, responsáveis pela longevidade dela. Simples assim.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA