Receita Federal alerta sobre o Super Simples

Supersimples

A Receita Federal informou nesta segunda-feira, 29, que mais de oito mil empresas receberam um comunicado alertando sobre o Super Simples no início de fevereiro. O objetivo é permitir a autorregularização desses contribuintes junto com a Receita.

A parceria dos fiscos estaduais, federais, distritais e municipais foram fundamentais para a iniciativa. Os comunicados são disponibilizados a todos os contribuintes automaticamente no momento em que é gerado o documento de arrecadação do Simples Nacional (DAS). De acordo com um levantamento feito pela Receita Federal, 8.039 empresas leram os comunicados de Alerta do Super Simples.

As diferenças encontradas pelos fiscos dizem respeito às diferenças entre o total anual da receita bruta no Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (Pgdas-d) e os valores das notas fiscais eletrônicas (NFe) de vendas emitidas, expurgadas das NFe de entrada de devoluções. Foram identificadas 18 mil empresas optantes pelo Super Simples que possuem divergências.

Para regularizar a situação, a Receita Federal recomenda que os contribuintes retifiquem os Pgdas-d dos meses relacionados, pagar ou parcelar a dívida. Não é preciso enviar a cópia de documentos para a Receita Federal ou para os demais fiscos como prova de autorregularização, segundo os técnicos.

A Receita continuará enviando os comunicados para as empresas que possuem divergências. Após indicarem as empresas que fizeram as alterações, serão identificados quais casos precisam de procedimentos fiscais.

Fonte: Estado de Minas

Artigo anteriorBRF anuncia programa para recompra de ações
Próximo artigoO menu, por favor
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA