O que o marketing de conteúdo pode ensinar ao cenário food service?

“Quem não é visto não é lembrado”. Provavelmente você já ouviu essa expressão em algum momento. No atual contexto, a frase nunca fez tanto sentido, principalmente quando falamos sobre o mercado e a concorrência entre as empresas.

No cenário food service, estar em evidência é essencial, não apenas para o aumento da receita do estabelecimento, mas também para a sua longevidade. Para isso, estratégias devem ser adotadas para atrair, encantar e fidelizar consumidores.
Diante de tantas incertezas econômicas em nível de mercado, alguns gestores de alimentação fora do lar se veem convocados à uma reflexão: como sobreviver às adversidades e se destacar perante os concorrentes? Para essa pergunta, existem algumas respostas, e investir em marketing de conteúdo, por exemplo, é uma delas.

Empresas de food service que investem nessa estratégia agregam informações relevantes aos usuários. Como o próprio nome sugere, o conteúdo é o que os gestores têm de mais importante, e essa expertise pode ser trabalhada para as etapas de atração e conversão de potenciais clientes. Os mecanismos de busca, como o Google, por exemplo, estudam as informações escritas no site ou blog e o posicionam para que sejam exibidos nas primeiras páginas de busca, o que torna a captação de clientes mais eficiente.

Por exemplo, se uma empresa de food service possui know-how sobre determinado assunto, como vantagens do serviço delivery, os gestores poderão escrever um texto para postagem no blog empresarial reforçando a importância da prática.
A ideia é que os consumidores se identifiquem com os conteúdos divulgados e, cientes de suas necessidades, sejam convertidos por meio de materiais como textos, vídeos, e-books (livros digitais) ou webinars (seminários online), que comprovam o conhecimento da organização naquele segmento. Assim, a empresa de food service pode ressaltar sua autoridade no assunto e ainda prospectar mais clientes.

Enquanto o marketing de conteúdo é todo o conteúdo feito para educar, informar, entreter um futuro cliente, sempre relacionado a marketing digital e vendas, ele também sustenta a função do inbound marketing, que é o marketing de atração, ou seja, aquele que realmente atrai um determinado público. Isto é, consiste na estratégia que visa conquistar clientes por meio de uma abordagem diferenciada: atraí-los, por meio da veiculação de conteúdos também em e-mails marketing, sites de referência e redes sociais, para o site ou blog da empresa.

Um dado interessante é que o inbound marketing gera mais de 50% de potenciais clientes do que a prospecção ativa de consumidores por meio de ligações ou contato direto realizado pela equipe comercial.
Em síntese, tanto o marketing digital quanto o inbound marketing se complementam como o conjunto de estratégias que podem ser adotadas por empresas de food service para aumentar o faturamento, colocar mais clientes na mesa, expandir seu alcance e estreitar laços com os clientes.

Vale lembrar que toda ação necessita de um planejamento. Por isso, é necessário atentar-se às tendências previstas para que haja mais exatidão no investimento e, consequentemente, melhores resultados em curto e em longo prazo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA