Liderança na gestão – alguns princípios do assunto

A liderança na gestão é fundamental para construir e manter equipes de alta performance com foco em resultados e adaptação às constantes mudanças de mercado. Ela pode ser desenvolvida nas diferentes posições hierárquicas e nos vários elos que constituem o food service. Aqui, vamos abordar esse tema de forma breve, colocando o assunto frente à competitividade empresarial e a sua importância na busca dos objetivos organizacionais.
Para começar, entendemos a liderança como um processo de influência que um indivíduo exerce sobre outros, visando potencializar os esforços para a concretização de objetivos comuns. Assim, há grande importância das atitudes de um gestor no seu processo de liderança junto às pessoas e equipes.

Dentro das principais abordagens teóricas que propõem ensinar a liderança, destacamos três delas. A primeira linha é a dos traços da personalidade que coloca a liderança como algo que depende dos atributos pessoais do líder. Outra linha é a abordagem comportamental, que analisa o líder e a sua eficácia nos resultados. Por último, a liderança situacional, que analisa os fatores contextuais, o líder e os liderados para a obtenção dos resultados.

O autocrático, o democrático e o liberal são os três tipos principais de líderes. No primeiro tipo, o poder está centrado apenas na figura do líder. No segundo, o poder de decisão está centrado no líder e na equipe. Na terceira tipologia, o poder está centrado apenas na equipe. Entretanto, um elemento comum em todos os tipos de líderes de sucesso é a capacidade de diagnosticar necessidades e desenvolver planos para atendê-las.
Para o gestor de empresas, é fundamental aprender a desenvolver as atitudes comportamentais positivas nos seus relacionamentos. Assim, destaca-se o conceito da Liderança Emocional, que trata do efeito das emoções no processo de liderança, desenvolvendo também de forma integrada a comunicação e a linguagem do líder junto aos subordinados, clientes e fornecedores.

Acreditamos que a liderança pode ser aprendida se o gestor realmente quiser e buscar isso. Afinal, contribuir para que os colaboradores se desenvolvam e aumentem o seu desempenho nas empresas depende acima de tudo da gestão praticada.
Esperamos ter trazido alguns insights importantes sobre a liderança na gestão para que essa possa ser cada vez mais desenvolvida e praticada nas empresas do competitivo food service brasileiro.

Artigo anteriorConfeitaria de sucesso com R$100
Próximo artigoNRA Show 2018
Prof. Dr. Rogério Stival Morgado Graduado, mestre e doutor pela USP; professor universitário de extensão, graduação e pós-graduação; desenvolve assessoria de gestão e treinamentos em diversas empresas. E-mail para contato: rsmorgado@uol.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA