Iniciativa numa arena cada vez mais competitiva

Há alguns dias, lancei meu canal no YouTube – “Foodservice com Sergio Molinari” –, que considero parte de minha missão de compartilhar informações e reflexões sobre esse mercado apaixonante e desafiante do food service, missão essa que aceitei honradamente também aqui na Food Service News, há dezenas de artigos!

Mas, muito acima de falar sobre o meu canal, queria desenvolver um pensamento que me ocorreu quando processei um pouco as dezenas e dezenas de menções dos amigos nas redes sociais.

Como sou apaixonado por números e análises, listei todas as palavras-chave usadas nessas menções, e o que me saltou aos olhos foi que a terceira palavra mais citada nos posts (após “sucesso” e “parabéns”) foi “INICIATIVA”!

Muitas pessoas elogiaram o fato de eu ter tomado a iniciativa de iniciar uma atividade em prol do desenvolvimento do mercado. Satisfeito com isso, sim, mas na verdade, me senti obrigado a estimular todos vocês a pensarem na importância de terem iniciativa em seus negócios e carreiras.

Algumas razões para esse estímulo à iniciativa, particularmente no food service:

– já estamos num ciclo de retomada de crescimento, mas é seguro afirmar que as taxas de crescimento serão inferiores ao que muitos de nós desejam ou necessitam crescer;

– entre os operadores, quase todos os grandes grupos do Brasil anunciaram grandes investimentos em expansão e modernização, buscando espaço sobre o mercado menos organizado;

– entre os distribuidores, vários entre os líderes regionais estão crescendo acima do mercado há anos, sem falar no processo de consolidação em andamento;

– na indústria, a maior parte das que atendemos e com quem falamos regularmente reportou crescimento mesmo durante os anos de crise.

Resumidamente, seja pela mera necessidade de crescer e aumentar a rentabilidade, seja pela situação competitiva cada vez mais acirrada, o que diferenciará as empresas de sucesso será sua disposição de tomar a rédea em seus mercados e desenvolver iniciativas inteligentes, planejadas e inovativas.

Artigo anteriorO delivery como protagonista
Próximo artigoChatbots: apostando no atendimento dinâmico, prático e otimizado
Fundador da Food Consulting e Food Experts, empresas especializadas em Foodservice, criador e titular do curso Gestão Estratégica de Foodservice na ESPM-SP há 10 anos e palestrante sobre o mercado de Foodservice e Alimentação, para várias das mais importantes empresas e associações do país; foi executivo de grandes empresas como Sadia, Ceval, Bunge, 3 Corações, entre tantas outras atuações profissionais de sucesso.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA