Fs Mulher: Na liderança

Conheça a história profissional de três nomes femininos que ocupam importantes cargos de gestão na Unilever Food Solutions

Giovana Cury, 26 anos, relações públicas. Tatiana Lanna, 39, turismóloga e tecnóloga em gastronomia. Cristiane Naco, 49, engenheira. Essas três mulheres fazem parte do time feminino da Unilever Food Solutions, divisão da Unilever criada pela empresa com objetivo de desenvolver produtos e serviços direcionados ao mercado de alimentação fora do lar.

A missão da Unilever Food Solutions é oferecer aos seus clientes a inspiração necessária para manter suas casas cheias e seus negócios rentáveis por meio da oferta de ingredientes profissionais, conhecimento gastronômico e de negócios.
Os produtos da Unilever Food Solutions englobam marcas líderes no mercado food service, como Hellmann’s, Knorr, Carte D’Or, Arisco e Maizena. A Unilever Food Solutions também oferece serviços especializados, baseados em três dos pilares mais importantes para o sucesso de um negócio, que são os clientes, o menu e a cozinha.

Para cada público, a empresa trabalha com treinamentos e suporte de equipe de consultores e do Centro de Informações e Serviços ao Cliente (Cisc), que atendem aos desafios operacionais e melhoram o desempenho dos empreendimentos.
É nesse cenário da Unilever Food Solutions focado em inspirar todo dia empresários do ramo de alimentação fora do lar a criar receitas cada vez melhores e a manter seus clientes satisfeitos e voltando ao seu estabelecimento sempre, que Cury, Lanna e Naco trabalham diariamente e, assim, constroem suas carreiras profissionais.

Cury é gerente de marketing Brasil Unilever Food Solutions. Lanna é gerente sênior de grandes contas e food thinking Unilever Food Solutions. Naco é diretora de marketing Unilever Food Solutions LATAM. Porém, antes de assumirem esses importantes cargos de gestão, as três passaram por várias outras posições, experiências, obstáculos e aprendizados.
Em entrevista exclusiva à Food Service News, as profissionais partilharam um pouco sobre as suas carreiras, visões de mercado e planos para este ano.

Giovana Cury

Cury ingressou na Unilever como estagiária e, hoje, são de sua responsabilidade as marcas Hellmann’s, Knorr, Arisco, Carte D’or e Lipton para o mercado de food service por meio do seu cargo de gerente de marketing Brasil.

“Minha carreira na Unilever teve início em 2012 como estagiária. Nessa época, eu trabalhava para o time de Comunicações Externa e Assuntos Corporativos. Na sequência, ainda como estagiária, fiz uma transição para o time de Marketing de Sorvetes (Kibon) e pude me aproximar muito mais de temas do business e resultados de curto prazo. Em 2014, após um desafiante processo de seleção, ingressei como trainee de Marketing, passando por Vendas em Cuidados Pessoais, Food Solutions, Marketing de Inovação, Marketing Local e, ao final de três anos de processo, assumi uma posição gerencial em Marketing Digital para South Latin America na divisão B2B (Unilever Food Solutions)”, conta.

Segundo Cury, o seu sentimento em relação à Unilever é de “extremo orgulho, pois sei que o mesmo compromisso, cuidado e qualidade que a Unilever tem em seus produtos e marcas, ela também tem com seus colaboradores. Incentiva que cada um de nós encontre no trabalho uma afinidade com nossos propósitos de vida, valoriza performance mantendo flexibilidade de trabalho, desafia os profissionais ao mesmo tempo que nos suporta com desenvolvimento formal e ‘on the job’”, relata.

A gerente de marketing afirma que a Unilever a ensina diariamente “a buscar diversidade de pensamentos, colaboração em discussões e a estar sempre aberta às novas ideias para que possamos conversar com nossos consumidores e target da forma mais adequada possível”.

Além disso, Cury garante que sua maior motivação ao trabalhar na Unilever “é a curva constante de desafios, seja mudando de categorias dentro da mesma empresa, mudando de escopos (regional, local), seja aprendendo mais sobre o universo digital e todas as discussões e oportunidades que ele traz para a empresa”.

Quando questionada como é ser uma mulher que trabalha na Unilever, a gerente de marketing enfatiza que nunca se sentiu “atrapalhada ou sem prioridade por questão de gênero. Realmente, me sinto valorizada pela Unilever e meus colegas de trabalho por minhas entregas concretas, compromisso, trabalho focado, pela forma de fazer negócios e não por meu gênero ou qualquer outro quesito ou opção; me anima pensar em futuro trabalhando na Unilever e sabendo que temos agile working, berçário, horário flexível e outros benefícios que me facilitem ser profissional, mãe, mulher da forma que quero ser.

Não associo superioridade ao gênero, vejo a Unilever como uma companhia diversa, plural, aberta ao novo e é isso que nos faz melhores a cada dia. A performance profissional ao meu ver não tem a ver com gênero”, ressalta.
Ainda conforme Cury, “muitas outras profissionais me inspiram e se destacam na Unilever, tenho exemplos diversos todos os dias, independentemente de cargo e área profissional”. Para este ano, a gerente de marketing pretende “continuar engajada e comprometida em fazer um bom trabalho de curto prazo sem esquecer da transformação do futuro que me encanta principalmente no universo digital”.
Já sobre o empoderamento feminino, Cury partilha que “empoderar para mim é ser reconhecida pelo meu estilo, meu trabalho, minha performance. Não ter que mudar quem sou ou não priorizar minha vida pessoal. É ter equilíbrio e reconhecimento ao mesmo tempo”.

Tatiana Lanna

Lanna faz parte do time Unilever há quatro anos e, atualmente, é quem cuida da parte comercial das grandes redes e toda a parte de gastronomia da Unilever Food Solutions como gerente sênior de grandes contas e food thinking. “Comecei em 2015, como responsável pela área de food thinking (gastronomia) e, em 2018, assumi, além da parte gastronômica, também a parte comercial. A Unilever é uma grande empresa para se trabalhar, que possui respeito pelos funcionários e pelo meio ambiente”, diz.

A gerente acrescenta que pelo fato de a Unilever “ser uma empresa muito grande, às vezes é difícil ser ágil. E o mercado de food service muda todos os dias. Esse é o meu principal desafio”. Ela partilha que já conquistou por meio da Unilever “muito conhecimento, principalmente, por ser uma empresa global. Conhecer a cultura de outros países, trabalhando lado a lado com pessoas diferentes. A maior conquista é conseguir oferecer soluções para clientes através de produtos profissionais, serviços customizados e parcerias reais”.

Interrogada sobre como é ser uma mulher que trabalha na Unilever, Lanna afirma que “a Unilever tem muito respeito por pessoas, independentemente se você é homem ou mulher. Tudo que é oferecido a homens é oferecido a mulheres, mas temos, sim, programas de diversidade. A empresa visa ter pessoas diferentes trabalhando juntas e mulheres na alta liderança”, afirma.

Para 2019, a gerente pretende “tornar o meu trabalho realmente relevante no mercado de food service”, divide Lanna, que acredita que empoderamento feminino “é poder ser quem eu sou, tomar as decisões que preciso tomar, equilibrar minha vida pessoal e profissional”.
Cristiane Naco

Naco tem 25 anos de Unilever. Como diretora de marketing Unilever Food Solutions LATAM, lidera o time de Marketing, Market Insights e Digital para LA. “Nossa responsabilidade é satisfazer as necessidades de operadores de restaurantes, bares, cadeias de fast food através de portfólio e serviços. Além de praticidade, buscamos levar criatividade e experiência através das nossas marcas para operadores na cozinha e consumidores nos diversos momentos de consumo fora do lar. Nosso foco é definir estratégia e implementar os planos de inovação, comunicação e ativação das categorias de alimentos e bebidas com as marcas da Unilever (Knorr, Hellmann´s, Lipton, Carte d´Or, entre outras) para o mercado food service da América Latina”, explica.

A diretora ingressou na Unilever como trainee. “Sempre trabalhei em alimentos, que é a área que eu amo e foi uma escolha de profissão e de vida. Passei por várias funções na Unilever entre R&D (Pesquisa e Desenvolvimento), Supply Chain, Vendas, Inovação trabalhando em diversas categorias para as operações locais, regionais (Am Latina) e global (baseada nos EUA). Depois de 17 anos, recebi a proposta para Diretora de Marketing Regional no mercado de varejo e me encantei por marketing. Estou em Marketing há 8 anos e o que me motiva nessa função é o aprendizado diário e a necessidade de nos reinventarmos a cada dia com tantas transformações do mercado, consumidores etc”, detalha.

Naco salienta que valoriza “a missão e propósito da Unilever em contribuir para um futuro melhor. Tive muitas oportunidades de aprendizado, crescimento de carreira, de ter trabalhado com diferentes pessoas, culturas, histórias. Gosto da diversidade de experiências que pude obter na minha trajetória. Apesar de ter construído a minha carreira na Unilever apenas, não tive nenhum momento de estagnação. Existe uma busca constante por novos modelos, desafios, inovações que possam trazer um maior crescimento ao negócio”.

A diretora revela que também já teve que vencer barreiras durante a sua sólida trajetória profissional. “Meu maior desafio foi trabalhar em um centro técnico Global da Unilever e transformar o conhecimento de 25 PhDs em benefícios tangíveis ao negócio através de novas tecnologias”. Já sobre sua maior conquista, Naco ressalta: “não conquistei nada sozinha. Sempre trabalhei com times muito competentes. Porém, a nível profissional, diria que é ser reconhecida como um dos líderes de Marketing dentro da Unilever”.

Naco conta que nunca parou para pensar como é ser uma mulher que trabalha na Unilever. “Nunca pensei sobre esta perspectiva ser mulher na Unilever, pois não sou exceção e tem muita diversidade de gênero na Unilever. Acredito que a flexibilidade de horários e agile working me ajudaram no balanço pessoal e profissional”. Em contrapartida, ela avalia que as mulheres na Unilever “fazem a diferença no pragmatismo, estilo mais pessoal e próximo de liderança, flexibilidade no pensamento”.

Este ano, Naco almeja “criar e deixar algo que possa efetivamente impactar os operadores/mercado através das nossas marcas”, finaliza a diretora que acredita que “ter liberdade de pensar, agir e realizar” é o empoderamento feminino atualmente.

Unilever Food Solutions
www.unileverfoodsolutions.com.br
Unilever
www.unilever.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA