Educação: Em busca da origem

Consumidores atentos a toda cadeia produtiva

Os consumidores estão cada vez mais preocupados com os alimentos que ingerem – querem saber sobre sua origem, produção, entre outros aspectos. Esse comportamento acompanha a busca por informações e o desejo por uma vida mais saudável.

As empresas de alimentação, de olho nesse aspecto, estão também cada vez mais atentas em prover informações para os seus clientes. É importante saber quais dados são essenciais para os consumidores decidirem sobre os produtos que irão adquirir e fazer uma boa divulgação.

Buscando informações
A busca por dados relevantes sobre marcas e produtos não deve diminuir. Na era da conexão, os consumidores estão sempre atentos e buscam informações em diferentes canais.

Carol Haddad, sócia do Basílico ao Ponto e mestre em Gastronomia e Saúde, afirma que a procura pela origem de alimentos só deve aumentar. “Vemos que é uma tendência e deve continuar aumentando. Os consumidores estão buscando mais informações sobre o que consomem, principalmente pela grande quantidade de itens disponíveis no mercado”, explica.

Os consumidores, através das informações, não avaliam apenas o preço de um ingrediente antes de decidir pela compra. O rótulo, principal meio de informação, tem papel essencial para a decisão. Porém, não é só ele que ajuda a esclarecer os clientes.

Divulgação
A rede Mundo Verde, especializada em produtos saudáveis, já explora a divulgação de informações aos consumidores através de várias formas.

“Nas lojas, as informações para venda dos produtos são baseadas nas informações constantes no rótulo, e temos um time de nutricionistas. A rede também possui o programa Olá Nutri, que tira dúvidas dos clientes via e-mail ou telefone”, conta Flávia Morais, Gerente de Nutrição e Desenvolvimento de Produtos no Mundo Verde.

Algumas informações estão sendo essenciais para divulgação aos clientes. Conforme destaca Carol Haddad, um dos principais produtos pesquisados são legumes e verduras. Alimentos orgânicos são amplamente buscados por quem deseja ter uma vida mais saudável, com menor ou sem ingestão de agrotóxicos. Entre os diversos problemas causados pelo consumo de agrotóxicos estão tonturas, intoxicações, entre outros.

Além do bem para a saúde de quem ingere um alimento orgânico, a sustentabilidade também é um ganho. O uso de agrotóxicos é altamente prejudicial ao meio ambiente, por agressões no solo.

Tendência
Para Flávia, a busca por informações é uma tendência mundial. As empresas devem ficar atentas para atenderem a seus consumidores, informando com veracidade sobre os produtos ofertados.

“A importância dessa tendência está na transparência da relação, na possibilidade de escolha e na credibilidade da marca. Com base nessas informações, o consumidor escolhe o tipo de produto que quer consumir”, explica Flávia.

Essa busca por informações pode ajudar a deixar a relação com os consumidores mais próxima e afirmar a identidade da marca. De acordo com a pesquisa “The Top 10 Consumer Trends for 2017”, os consumidores estão valorizando alimentos com pegada saudável.

O estudo mostra que 83% dos entrevistados estão dispostos a gastar mais com alimentos saudáveis. A pesquisa também mostra a troca de produtos convencionais por opções com maior valor nutricional (79%). Algumas pessoas estão optando por alimentos naturais e sem conservantes (22%), enquanto 44% já têm preferência por alimentos sem corantes artificiais.

Para Carol Haddad, restaurantes e demais estabelecimentos de alimentação devem dispor de informações sobre os produtos ofertados aos clientes. Ela afirma que a proposta por uma alimentação saudável deve conversar com os propósitos do estabelecimento. É muito importante que tenham uma conduta condizente com os valores da marca.

“Acredito que as marcas e estabelecimentos de alimentação devem pesquisar junto com consumidores e produtores locais sobre a origem dos alimentos. É importante fazer algo condizente com a proposta local”, explica Carol.

Mundo Verde
A Mundo Verde, por exemplo, tem mais de 30 anos de história e é uma das empresas mais tradicionais na comercialização de produtos saudáveis. São mais de 400 unidades espalhadas pelo Brasil, que confirmam que a busca constante por alimentos naturais só vem aumentando.

Flavia Morais da Mundo Verde
Com consumidores mais exigentes na busca por informações, Flávia Morais, do Mundo Verde, afirma que aposta no bom atendimento para falar sobre a origem dos alimentos

São oferecidos produtos integrais, orgânicos, diet, light, funcionais sem glúten e lactose. A empresa também oferta complementos alimentares em seu portfólio.

De acordo com informações da marca, o sucesso da rede pode ser atribuído ao alinhamento de variedade, informação e bom atendimento ao cliente. Como complemento de seus valores, a Mundo Verde também desenvolve políticas sustentáveis. A empresa afirma que acredita no consumo consciente e na responsabilidade ambiental, social e cultural.

Sustentabilidade
A Unilever tem informado seus consumidores sobre a origem dos produtos oferecidos pela organização, focando nas práticas sustentáveis do grupo.

De acordo com a empresa, em um release divulgado no último ano, a Hellmann’s é uma das marcas que participam desse processo. A empresa produz sua maionese com ovos caipiras e óleos de fontes renováveis. Segundo a Hellmann’s, isso mostra a busca constante pela inovação e melhoria em seus produtos.

Ao utilizar esses insumos, a empresa melhora o sabor do produto ofertado, além de mostrar o interesse em práticas sustentáveis. Essas informações estão disponíveis nos rótulos de cada item e ajudam na escolha de compra.

“Vivemos um tempo em que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a procedência dos alimentos que consomem, com hábitos de vida mais saudáveis, que prezam pela saúde individual e também pela saúde do planeta”, afirma Mariana Fernie, Vp de Marketing da Unilever Foods do Brasil.

Segundo a executiva, essa busca por informações impulsionou a utilização de alimentos naturais nas receitas. “Por isso, usamos ingredientes naturais em nossa formulação, para que Hellmann’s colabore com a cadeia produtiva, do campo à mesa, pela saúde das pessoas e pela saúde do planeta”, explica.

Certificação
De acordo com a companhia, a Hellmann’s está sempre atenta para que o óleo de soja utilizado na produção da maionese seja sustentável. Por esse motivo, a marca acompanha as fazendas produtoras através do programa “Produzindo Certo”.

Uma parceria feita entre as marcas Yara, Santander, Bayer e Unilever oferece suporte para as fazendas se certificarem por oferecer soja de forma sustentável. Além de ajudar o meio ambiente, o programa de incentivo também proporciona melhor qualidade de vida para os trabalhadores locais.

Segundo a Unilever, o programa “Produzindo Certo” impacta cerca de 1.260 trabalhadores das fazendas. “Nossos resultados demonstram que a atuação responsável faz bem para o negócio dos pontos de vista social e ambiental. Não há dúvida de que o plano de sustentabilidade da Unilever está fazendo com que sejamos mais competitivos e inovadores, além de ajudar a reduzir riscos e custos e, consequentemente, a aumentar a confiança na companhia e a criar valor para nossos acionistas”, conta Paul Polman, CEO da Unilever.

Essa certificação ajuda a mostrar a importância de práticas saudáveis por empresas alimentícias. Além disso, ela destaca a valorização de produtores de fazendas locais.

Para o consumidor, é um ponto a mais a ser avaliado não só sobre o produto, mas pelo impacto da marca no mercado. Na era do digital, os consumidores também avaliam a política das empresas, sua reputação no mercado, entre outros.

Basílico ao Ponto
www.basilicoaoponto.com.br
Mundo Verde
www.mundoverde.com.br
Unilever
www.unilever.com.br

Artigo anteriorServiços: Nas alturas
Próximo artigoFS Franquia: As franquias e o test drive
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA