É preciso estar atento às características dos óleos, como aroma e cor

Saber qual óleo comprar ou mesmo como utilizá-lo pode não ser uma tarefa muito fácil. É necessário se atentar a várias características, conforme destaca Theo Webert, médico atuante em nutrologia, qualidade de vida e bem-estar. Ele explica, por exemplo, que os óleos que fazem bem não são os refinados.

Dessa forma, os indicados são aqueles que precisam ter sabor, aroma e cor naturais – aliás, esta última deve ser semelhante ao ingrediente que dá origem ao produto. “Quando o óleo passa por processos de refinamento, ele perde o sabor e o aroma e ganha uma coloração levemente dourada”, afirma o profissional.

Sendo assim, Webert orienta a respeito de quais tipos de óleo escolher. “Use óleos que passam por processos de prensagem a frio, sem refinamento e sem solventes, como os óleos de coco, de gergelim, de linhaça. Azeites de dendê e oliva podem ser usados para dar sabor, cozinhar e fritar alimentos”, sugere o médico.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA