Como alavancar os lucros da empresa com campanhas de incentivo?

Lidar com investimentos buscando melhorar o desempenho das equipes é um desafio constante para qualquer empresa, mas se encarado de maneira objetiva e planejada geraretornos satisfatórios. Uma alternativa eficiente para empresas que buscam melhorar o desempenho das equipes e aumentar os resultados é o marketing deincentivo. Este segmento ainda ascendente no Brasil e pouco conhecido engloba programas de relacionamento, fidelização, endomarketing, campanhas de incentivo, entre outros. Hoje, percebemos que grandes empresas já têm dentro da cultura organizacional ações de buscam a motivação de talentos para alcançar as vendas. No entanto, pequenas e médias empresas, principalmente do varejo, também podem buscar o marketing de incentivo como uma solução viável e altamente rentável para o negócio.

A procura porsoluções de motivação e o crescimento dos investimentos em grandes campanhas de incentivo se dá, por exemplo, na medida em que as companhias buscam conquistar novas fatias do mercado e gerar estratégias mais agressivas para driblar a forte concorrência. Contudo, o amadurecimento do mercado também impulsiona altos investimentos e os setores da indústria só tem a ganhar com ações queenglobam o marketing de incentivo.

Mas o que seria o marketing de incentivo e como sua empresa poderia ganhar com ele? Resumidamente, ele serve para motivar a ação das pessoas, a incentivar seu colaborador a sair do lugar comum e mostrar que ele tem um caminho maior a percorrer. Uma campanha de incentivo servirá como um estímulo, um gás, um empurrão a mais para que ele entenda a importância da ação e onde a empresaquer chegar com ela, em termos de resultados. Atualmente, essa ferramenta se posiciona como uma alternativa viável para permitir que pessoas atinjam seus objetivos e conquistem os resultados que estão propostos na ação.

Uma campanha de incentivo é indicada para todas as empresas que têm duas situações efetivas. Para quem tem colaborador e para quem tem um objetivo. Colaboradores, tantodireto quanto indireto, ou seja, para quem se relaciona com pessoas e para quem tem objetivos a serem alcançados. A regra básica é que a campanha de incentivo não gere custo algum para a empresa, já que ela traz uma caraterística autossustentável. Em outras palavras, o custo em premiação deve estar percentualmente adequado às estimativas de crescimento.

Perceba que a prática de se incentivar pessoas já existe há muito tempo. Há décadas e décadas que se estabelecem objetivos e se faz premiação. Mas, o cenário atual indica que somente 15% das empresas brasileiras conhecem esse segmento do marketing ou usam o trabalho profissional do marketing de incentivo no desenvolvimento de suas campanhas. O restante dos 85% das empresas continuam incentivando com ferramentas caseiras, premiando geladeiras, TV e premiando o colaborador demaneira aleatória sem visualizar resultados efetivos.

O que nós temos trabalhado fortemente é trazer para essa prática um trabalho profissional, estabelecimento não só como parâmetro final comunicação, ou mostrando que não é o prêmio a fase final do processo. O prêmio não é o meio, mas o final é o que ele carregará na memória, o contexto da campanha eternizará a relação.

Eduardo Gonçalves

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA