Almôndegas, sempre em frente

Almôndegas ganham novas versões e atendem um público cada vez mais amplo

almôndegas

Bolinhos de carne moída, as almôndegas chegaram aos supermercados com uma versão mais prática, que pode ser usada pelo varejo. Dentro dessas opções, o mercado de alimentação fora do lar também não escapa dos olhares das empresas: são várias opções de almôndegas que podem ser utilizadas por esses estabelecimentos.

Conhecidas em algumas partes do Brasil como “pelotas de carne” e na Itália como polpetta, as almôndegas são usadas para compor uma infinidade de pratos. Um dos exemplos é a macarronada ao molho de almôndegas, ou elas apenas envoltas por molhos de tomate.

Pensando no sucesso que faz esse produto, várias empresas têm investido na produção desse prato. São opções com tamanhos maiores e sabores diferenciados que são ideais para estabelecimentos de alimentação fora do lar.

Antes, as almôndegas eram exclusividade dos tamanhos menores e com poucas opções de sabores. Atualmente, é possível encontrar versões que somam outros ingredientes às almôndegas, sem falar na versão de frango. É essencial conhecer detalhes do produto, como a sua produção e os ingredientes utilizados. A qualidade dos itens pode trazer novos clientes para o estabelecimento.

Variedade

Uma das marcas de almôndegas congeladas no mercado é a Sadia, com embalagem de 500 gramas. Dentro desse produto, a Sadia possui as opções de frango e de carne bovina. Além destes, para quem é apaixonado por quibe, é possível encontrá-lo em opção congelada de 600 gramas.

Embora a aparência das receitas seja semelhante, os ingredientes de cada receita são muito diferentes. O quibe é composto por um trigo especial que compõe a receita. Além da carne moída, o prato também leva uma gama de temperos e especiarias.

Os produtos compõem uma variedade de pratos prontos feitos pela Sadia, visando deixar a vida dos clientes mais prática. De acordo com o portal da empresa, a linha de congelados da Sadia possui uma combinação perfeita entre o sabor dos alimentos e a praticidade. Dentro a variedade de pratos, a empresa possui Yakissoba, Torta de Frango e lasanhas.

A Sadia está presente em mais de 150 mil pontos de vendas espalhados pelo Brasil, com mais de 300 tipos de produtos em seu portfólio. A empresa possui sua história iniciada em 1944, com a proposta de deixar a vida das pessoas mais ágil, sem perder o sabor dos alimentos. A Sadia pertence à BRF, uma companhia de alimentos presentes em mais de 140 países entre o Oriente Médio, África, Europa, Extremo Oriente e América Latina.

A Sadia também tem na sua história a inovação em oferecer produtos congelados aos clientes, dentre eles os nuggets e as famosas lasanhas congeladas Sadia. Também é possível encontrar opções de yakissoba, escondidinho e estrogonofe.

Praticidade

Quem também produz almôndegas é a Aurora Alimentos, que oferece embalagens tanto para o consumidor final quanto para o food service. A marca também conta com quibes congelados, que oferecem praticidade e sabor aos clientes.

A produção das almôndegas Aurora envolve a matéria-prima, que é a carne bovina, com ingredientes como proteína de soja, cebola, especiarias, farinha de rosca, entre outros produtos.

A Aurora lançou, em 2014, a embalagem para o food sevice, uma caixa com três pacotes de 1kg e é válido por 120 dias. Produzida com carnes selecionadas, as almôndegas Aurora chegam aos principais canais de food service, açougues e pontos de vendas atacadistas. Além disso, o preparo das almôndegas é fácil e elas vêm prontas para assar ou para fritar.

Produção

Com destaque no mercado de congelados, a Seara se destaca também na produção de almôndegas e de quibes congelados. A empresa leva ao consumidor a opção de almôndegas de carne bovina, em embalagens de 500 gramas.

De acordo com o portal da empresa, as almôndegas da Seara são macias e saborosas, temperadas na medida ideal, oferecendo praticidade aos consumidores. A opção também pode ser uma ótima pedida para acompanhar pratos feitos no dia a dia.

Para Fabíola Menezes, diretora de marketing da Seara, as almôndegas e os quibes produzidos pela empresa foram pensados no que eles podiam oferecer aos consumidores. “Nós procuramos trazer, tanto para as almôndegas como para os quibes, a praticidade para nosso consumidor, podendo consumir alimentos gostosos e muito práticos todos os dias. Os quibes e as almôndegas estão disponíveis na versão com carne bovina”, explica.

De origem em lugares bem distantes do Brasil, esses produtos ganharam uma versão pensada nos consumidores nacionais, que imprimem o seu jeito em cada prato. “Nos inspiramos nos tradicionais quibes árabes e nas almôndegas italianas, pensando cuidadosamente nos temperos e na qualidade das matérias-primas, sem esquecer de dar um toque brasileiro”, conta Menezes.

Assim como outros produtos da Seara, as almôndegas passam por um rigoroso processo de produção, que envolve desde a escolha de fornecedores ao maquinário utilizado para fabricação dos pratos. Para garantir a qualidade nos alimentos, esses cuidados são essenciais. Segundo Fabíola, a Seara conta com um maquinário de ponta para que os alimentos recebam os cuidados que merecem.

“A Seara tem uma produção que utiliza matérias-primas de qualidade superior e fábricas equipadas e modernas. Além disso, a empresa preza pela eficiência de processos, garantindo o preço competitivo que o produto chega ao mercado”, explica Fabíola.

Segundo a diretora de marketing da Seara, as almôndegas produzidas pela empresa podem ser usadas por estabelecimentos de food service. Por enquanto, as embalagens possuem tamanhos menores. “Esses produtos são perfeitos para o uso em restaurantes. Atualmente, ele está disponível apenas nas embalagens tradicionais para o varejo”, conta.

Liderança

A história da Seara começou em 1956, na cidade de Seara, em Santa Catarina. A empresa foi conhecida por ser o primeiro grande frigorífico da região. Desde 2013, a organização é controlada pela companhia JBS, líder global em processamento de carne bovina, ovina e de aves, além de ter grande representação no mercado de suínos.

A companhia possui mais de 200 mil colaboradores ao redor do mundo, possui 340 unidades de produção e atua nas seguintes áreas: couro, alimentos, colágeno, biodiesel, embalagens metálicas e produtos de limpeza. A empresa está presente em 100% dos mercados consumidores, sendo a maior exportadora do mundo de proteína animal. A JBS vende para mais de 150 países.

Vegetarianos

Prato típico dos amantes de carne, a almôndega ganhou novas versões para explorar novos públicos. Para os vegetarianos, por exemplo, as opções de soja têm ganhado cada vez mais espaço. Um dos exemplos são as almôndegas da Soja Mania, que possui uma série de produtos voltados para dietas controladas.

De acordo com o portal da empresa, as almôndegas da Soja Mania levam como principais ingredientes, além da soja, uma proteína texturizada, farinha de rosca, orégano. entre outros ingredientes. As almôndegas produzidas pela empresa possuem cálcio, fibra alimentar e ferro. Além das almôndegas, a Soja Mania também possui hambúrgueres feitos de soja.

A Soja Mania faz, desde 2004, produtos com soja não transgênica. A empresa começou a desenvolver diferentes produtos que têm como objetivo levar opções mais saudáveis aos consumidores. De acordo com o portal da marca, foram feitas pesquisas e degustações para chegar a um produto final gostoso, nutritivo e sem ter origem animal.

A empresa também afirma que os produtos desenvolvidos são ideias para lanches, refeições ou acompanhamentos. Um dos produtos mais conhecidos da empresa são os hambúrgueres, que podem ser encontrados nas versões alho e óleo, orégano e ervas finas.

EDITORIAPRODUTO
Artigo anteriorO menu, por favor
Próximo artigoCasamento, um sim marcante!
A redação da Food Service News através deste canal, pauta assuntos de cunho financeiro e informativo, nossas matérias abordam novidades do mercado, tendências, dicas e oferecem entrevistas exclusivas. Além disso, a revista está sempre inovando e antecipando tendências, trazendo um conteúdo indispensável para quem deseja investir e saber mais sobre o segmento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA